Como Optimizar o Perfil de LinkedIn em 5 Passos

165853.strip.zoom

Hoje faz um ano que cheguei ao Dubai, fruto de uma oportunidade de trabalho que surgiu via LinkedIn. Depois de meses a chatear-vos para lhe darem a devida importância, hoje é o dia que publico o post que tenho vindo a prometer.

Há muito a explorar nesta rede social profissional mas, para já, vou escrever uma espécie de guia para quem vai criar um perfil de raiz e para quem tem um perfil incompleto ou sub-aproveitado (e com isto acabo de englobar provavelmente 80% da população).

Pior do que não estar no LinkedIn, é ter um perfil incompleto. Mais vale ninguém te encontrar online do que encontrar e ficar com má impressão. Especialmente se estás activamente à procura de emprego porque hoje em dia se o teu CV estiver a ser considerado, podes crer que vão pesquisar por ti no LinkedIn.

Esta dica não faz parte dos 6 passos porque é tão básica que dói. Mas dada a quantidade de pessoas que não cumpre, aqui fica: MANTÉM O TEU PERFIL A-C-T-U-A-L-I-Z-A-D-O.

1. Escolhe uma boa Headline

A Headline é das coisas mais importantes no teu LinkedIn pois é o que vai aparecer nos resultados de pesquisa por baixo do teu nome. E é a qualidade da headline que vai determinar se quem te encontra numa pesquisa abre o teu perfil para ver mais ou não.

Por defeito, o LinkedIn preenche a headline com o teu cargo e empresa actual. Isto pode ser bom ou mau, dependendo dos teus objectivos. Se a tua empresa é reconhecida no mercado e a tua função actual está em linha com o percurso de carreira que pretendes seguir, então não é obrigatório alterar.

Mas na maioria dos casos, deixar tal como está é perder uma oportunidade de te diferenciares e de comunicares claramente a tua marca pessoal. Mas lembra-te que deve ser especifica (indicar a indústria ou área funcional pelo menos) para aparecer em pesquisas relevantes.

Tudo o que for genérico não presta. “Recém-licenciado” é lixo. (Achas mesmo que um recrutador vai abrir o perfil para ver no que é que és licenciado?). E é escusado referir a caca que é ter uma headline que diz “desempregado”, certo?

2. Escreve um kickass Summary com uma CTA

O Summary é o campo mais flexível em todo o perfil e é o espaço que te permite ser mais criativo, dentro dos 2.000 caracteres que tens disponíveis. É aqui que podes deixar de ser um conjunto de experiências profissionais e cursos teóricos e passar a ser uma pessoa distinta dos demais.

O objectivo deve ser sempre agarrar o leitor desde o início e convencê-lo a ver o resto do perfil. É por isso que deves ter um bom hook: uma frase ou parágrafo que de alguma forma chame a atenção.

Se não sabes o que escrever neste espaço, uma boa fórmula a seguir é incluir pelo menos um ponto de destaque ao longo da tua carreira (conta uma história e sê específico com números), o teu nível de experiência, principais competências e áreas de expertise.

Estes últimos dois pontos são importantes também para que o perfil tenha algumas keywords ligadas à tua área profissional de modo a aparecer em resultados de pesquisa. No entanto, quando te estiveres a descrever, evita buzzwords. Palavras já gastas e que não querem dizer nada: somos todos team players e pensamos fora da caixa, blá blá blá.

Termina com uma Call to Action (CTA), especialmente se estás activamente à procura de emprego ou de oportunidades de networking. Deixa aqui o teu contacto pois tem bastante mais visibilidade – a secção de contactos não está na página principal do teu perfil e a percentagem de pessoas que clicka na secção é mínima.

3. Diz algo de novo sobre a tua Experiência

Não caias no erro de fazer copy paste do que tens no CV pois se chegares à lista final de candidatos, podes crer que vão pesquisar o teu LinkedIn. Se não tiveres nada mais a comunicar, é uma oportunidade desperdiçada.

Organiza a informação por tópicos, inclui resultados quantificáveis e no final uma pequena descrição da empresa com link para o site, caso não seja muito conhecida (basta uma frase).

[Para adicionares bullet points usa este código &#149 ; sem espaço antes do ponto e vírgula]

A melhor forma de enriquecer esta secção é demonstrar a experiência de forma visual e o LinkedIn permite acrescentar aqui links para vídeos, sites, slideshares, fazer upload de imagens ou outros ficheiros, etc.

Se trabalhas em eventos e organizaste um concerto para 5 mil pessoas, nada melhor que usar um vídeo do concerto para demonstrar o teu trabalho.

4. Exibir Recomendações no Perfil

Dizeres que trabalhas bem em equipa é uma coisa. Teres uma recomendação a dizer que és um excelente colega é totalmente diferente. As recomendações trazem-te credibilidade e são testemunhos que depois podes usar noutras plataformas (até mesmo no CV, se tiver peso, como a recomendação de um CEO ou o teu último manager).

Como é óbvio, não podes obrigar ninguém a recomendar-te nem controlar o que escrevem a teu respeito, mas podes sempre pedir feedback a pessoas com quem trabalhaste através do próprio LinkedIn. Descobre como fazê-lo neste link, mas lembra-te que o pedido deve ser personalizado. Não deixes a mensagem genérica nem envies pedidos em massa.

Quando trabalhei com alguns clientes na optimização do CV e LinkedIn, recebi sempre um agradecimento por email e aproveitei para pedir feedback honesto via LinkedIn. Em todos os casos as pessoas recomendaram-me prontamente.

Mas mais do que pedir recomendações, o melhor é recomendar. O LinkedIn é uma ferramenta de networking e a base de um networking eficaz, embora a maioria das pessoas não perceba, é o altruísmo. Não é sobre o que os outros podem fazer por ti, mas sim sobre o que podes fazer pelos outros. E eventualmente isto compensa a longo prazo.

Até hoje recomendei mais vezes do que fui recomendada. Fi-lo sempre quando fazia sentido e sem segundas intenções: quando eram pessoas com quem trabalhei proximamente e cujo trabalho era de excelência. Eventualmente algumas retribuíram o feedback.

Outra vantagem de ser altruísta é que ao apareceres no perfil de outras pessoas que recomendas acabas por atrair mais visualizações.

5. Personaliza o teu URL

A beleza de ter um perfil de LinkedIn optimizado é teres um espaço online para onde podes direcionar as pessoas interessadas em conhecer o teu percurso profissional. Mas o propósito cai por terra se tiveres de partilhares um link do género be.linkedin.com/pub/rute-silva-brito /29/845/295/.

É impressionante a quantidade de pessoas que falha este ponto. É muito simples alterar o URL e passar a ter um link bonito (www.linkedin.com/in/ruteicsilva) que podes colocar nos teus cartões de contacto, na assinatura de email ou no teu blog.

Descobre como alterar o URL aqui.

Bónus

6. Perde de uma vez por todas a mania de listar todas as cadeiras da faculdade: chega o nome do curso e alguma coisa de interessante que lá tenhas feito. E nada de meter as escolas todas onde andaste desde o infantário!

7. Se estás à procura de trabalho noutro país ou cidade, muda a tua localização para apareceres nos resultados de pesquisa dos recrutadores à procura de candidatos naquela área.

8. A não ser que não queiras ser apanhado no estrangeiro nem morto, não feches a porta a oportunidades lá fora: faz o teu perfil em inglês.

9. Diz não às fotos de corpo inteiro, casamentos, noite, selfies e tudo o que não seja minimamente profissional.

10. Por fim, não deixes o perfil estático: vai publicando conteúdo como artigos que escrevas ou comenta artigos que aches interessantes.

Havia muito mais a dizer mas estes pequenos cuidados já fazem uma grande diferença. Não custa nada. Há 2 anos que tenho isto em atenção e no final do ano recebo sempre um email destes:

10262117_1444144375824258_6484063727708192796_n

Rute Silva Brito
Advertisements
Como Optimizar o Perfil de LinkedIn em 5 Passos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s