A carreira do século XXI

follow the rules

Escolher uma carreira costumava ser fácil.

Se quisesses ser jornalista, licenciavas-te em jornalismo, fazias um estágio num órgão de comunicação social para ter acesso à carteira e ias trabalhar para um jornal. Para seres mecânico, tiravas um curso profissional e ias para uma oficina ser aprendiz.

Etc.

Tudo começava na escolha do curso universitário (ou outro tipo de formação) e o caminho estava mais ou menos delineado.

Hoje, não há trabalhos para a vida, não há emprego seguro (se é que alguma vez houve), nem carreiras de indústria. Os cursos tradicionalmente mais procurados não têm empregabilidade e o mercado não consegue absorver os licenciados todos.

O resultado?

Greves, protestos ao Governo, protestos nas universidades, pessoas que enviam 30 CVs por dia e não recebem nem uma resposta. Profissionais presos em trabalhos precários, à espera de “uma oportunidade”.

Queixas que não há emprego na comunicação social. A sério?!? Só descobriste isso depois de te licenciares? Grande talento jornalístico…

Enquanto isto, o que acontece mais longe das luzes das câmaras dos telejornais? 

Alguns percebem que a geração à rasca, a geração precária, tem infinitamente mais meios à sua disposição que antigamente.

Nascem estrelas no Youtube com audiências maiores que programas de TV e receitas mensais de centenas de milhares de dólares.

Promotores de eventos despedem-se para serem comediantes a full time.

Designers portugueses no ODesk constroem portfólios a trabalhar para clientes do mundo inteiro. Outros freelancers ganham mais e trabalham às horas que querem e onde lhes apetece.

Há uma senhora com uma máquina de costura que cria uma marca de acessórios de moda.

Abrir uma empresa é cada vez mais simples e barato. Estão disponíveis mais opções de financiamento para uma startup.

Podes fazer milhares de cursos online, muitos dos quais gratuitos. Podes aprender qualquer coisa.

A carreira do século XXI não é delimitada pelos limites de uma única indústria.

A carreira do século XXI não é passada numa única empresa.

A carreira do século XXI não está confinada aos que residem neste ou naquele país.

A carreira do século XXI não é ditada pelo empregador.

A carreira do século XXI dá menos importância a onde tiraste o curso.

A carreira do século XXI não se escolhe.

Constrói-se. Desenvolve-se ao longo de uma sucessão de projectos cujas opções não se esgotam na área do teu curso universitário. Alguns projectos são nossos, outros são de um empregador. Uns correm mal, outros resultam. Mas todos contribuem juntamente para uma curva de aprendizagem e desenvolvimento profissional que te devem levar onde queres chegar.

O “problema” da carreira do século XXI é que exige mais do que simplesmente cumprir um horário, realizar tarefas e receber um salário ao fim do mês. Implica iniciativa e criatividade.

Exige que se perceba 3 coisas fundamentais:

  • O impacto da tecnologia no mundo – The Internet of Things;
  • Que o factor humano vai ser sempre o determinante de sucesso, mesmo num mundo altamente tecnológico;
  • O domínio do inglês é uma questão de sobrevivência.

Para reforçar o ultimo ponto, deixo aqui uma citação do Seth Godin, no original:

“Almost all the jobs that we think of as jobs are gonna be done by a robot or a computer in 25 years. What jobs are gonna be left? The ones where judgment is complicated or I can’t possibly write down all the steps because you’re doing it for the first time. Those are gonna be the ones worth doing it.

The way you get qualified to do those jobs is not by going to famous colleges but by getting experience and being in the world looking people in the eye and doing something for the first time, solving interesting problems. We’re always gonna need humans who do that and if you have a reputation for doing it there will be a line out the door to pay you.”

Bem-vindo à carreira do século XXI.

Rute Silva Brito
Advertisements
A carreira do século XXI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s