Novidades do Licenciado. E Agora?

o-NEW-YORK-facebook

Passaram-se meses desde o meu último post e tenho-me debatido com a decisão entre deixar morrer de vez o Licenciado. E Agora? ou voltar a escrever ainda que com uma frequência (muito) incerta.

Até ver optei pela última, por isso deixo aqui um update do que se tem passado nestes últimos meses de hiato no blog.

Em Maio do ano passado ganhei a diversity visa lottery. Após um processo de entrevista e um longo ano de espera, deram-me um green card que me permite residir legalmente nos Estados Unidos por tempo indeterminado.

Sem pensar duas vezes, comecei a trabalhar num projecto que tinha na gaveta há algum tempo, despedi-me do meu emprego, vendi outra vez tudo o que tinha, fiz as malas, passei dois meses em Portugal com a família e comprei um bilhete só de ida para JFK.

Precisamente quando eu e o meu marido estávamos a ficar confortáveis no Dubai, resolvemos começar do zero em Nova Iorque. Ele está em entrevistas de emprego e eu co-fundei uma startup.

Viemos sem garantias absolutamente nenhumas – apenas com a certeza de que o nosso propósito passa por aqui e que o pior que pode acontecer é termos de voltar para Portugal (com menos dinheiro mas com uma grande experiência na bagagem).

Partilho isto não para me vangloriar mas porque acredito que o maior inimigo do progresso é o conforto. O maior obstáculo que temos no caminho dos nossos sonhos não são as nossas limitações pessoais mas sim aquele aconchego que nos impede de arriscar. No conforto só existe mediocridade.

E é isto que se tem passado nos últimos meses, este processo de transição e o facto de ter estado a trabalhar a full time e numa startup ao mesmo tempo explicam que o blog tenha ficado um pouco para segundo plano. O que não significa que não tenha o mesmo carinho pelas pessoas que o lêem e que continuam a enviar emails.

Foi com essas pessoas em mente, e porque me tem sido impossível responder a todos, que resolvi criar uma página de FAQ onde podem encontrar mais informação e resposta às questões que recebo com maior frequência.

Para quem percebe inglês, podem-me seguir no LinkedIn onde publico alguns textos.

Visita o novo blog em licenciadoeagora.com
Novidades do Licenciado. E Agora?

A Vida é mais do que um Ofício

Escrevo frequentemente sobre fazer coisas diferentes, fora da nossa zona de conforto. Sobre não seguirmos um caminho tradicional e sermos persistentes naquilo em que acreditamos.

Para mim é fácil escrever sobre estes temas porque não segui uma carreira tradicional mas sobretudo porque vivo rodeada de exemplos de pessoas que desafiam o status quo.

Uma dessas pessoas é o Miguel.

Conheci o Miguel como Espanhol (nome artístico) há quase 10 anos atrás num festival de Hip Hop que organizei e desde aí que tenho acompanhado o percurso dele. O Miguel é um artista independente que nunca se conformou com as limitações impostas pela dimensão do mercado português.

Não conseguindo viver da música (ainda), tirou uma licenciatura em marketing e não teve receio de partir rumo ao Dubai para trabalhar na Emirates. Uma vez aqui, podia ter ficado acomodado no sector da aviação, com todos os perks que isso traz (viajar pelo mundo, anyone?), mas a humildade com que se entrega a novos desafios (mesmo que triviais) não passou despercebida. Em pouco tempo chamou a atenção do CEO de uma grande empresa no Médio Oriente, para a qual trabalha actualmente.

Com uma oportunidade destas, seria muito fácil abandonar o sonho em prol de um plano B mais estável em todos os sentidos. Mas o espírito empreendedor que levou um artista relativamente desconhecido a actuar no SXSW falou mais alto e o Miguel continua a fazer música.

Este tema com o Lyan (outro pessoa que admiro), encaixa-se perfeitamente no tema do Licenciado. E Agora? pelo que partilho aqui convosco o respectivo video e letra.

Continue reading “A Vida é mais do que um Ofício”

A Vida é mais do que um Ofício

8 Coisas que Aprendi sobre Trabalhar para CEOs

dt140124

Na minha carreira até aqui, tenho trabalhado quase sempre ou para mim própria, ou para um CEO. Já trabalhei para o CEO de uma multinacional, para o CEO e co-founder de uma empresa de média dimensão, e fui o número 2 do CEO de uma startup.

Apesar de todos nós no mundo empresarial termos um chefe, reportar directamente a um CEO é uma experiência completamente diferente de reportar a um middle manager ou mesmo outro executivo de topo.

Sim, os CEOs são pessoas como todos nós, com personalidades e estilos de liderança diferentes mas por norma têm algumas características em comum como, por exemplo, serem grandes visionários, terem uma agenda completamente cheia ou serem excelentes a avaliar pessoas.

Tudo isto faz com que reportar a um CEO seja uma grande experiência de aprendizagem, pelo que partilho aqui algumas das coisas mais importantes que tenho aprendido nos últimos anos.

1. Respeita o tempo do teu CEO

Ainda me lembro do silêncio awkward durante a minha primeira reunião com o CEO de uma multinacional. Só o tinha visto duas vezes no processo de entrevista e tinha sido contratada para montar um departamento novo, pelo que não fazia ideia do que era suposto fazer. Sentei-me, à espera que ele começasse a falar e ele continuou a olhar para mim, em silêncio, até que decidi improvisar e comecei a fazer perguntas. Continue reading “8 Coisas que Aprendi sobre Trabalhar para CEOs”

8 Coisas que Aprendi sobre Trabalhar para CEOs

Ler e Avançar na Carreira: 5 Razões Para Leres Mais

dt150224

Há quem diga que se sente nua se sair de casa sem brincos. Ou sem telemóvel. Eu sinto-me despida quando saio de casa sem um livro.

Apesar de gostar imenso de ler, não venho escrever sobre a leitura enquanto hobby, forma de entretenimento ou cultura, mas sim como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal.

Ouço pessoas comentarem que “não gostam de ler” demasiadas vezes e, embora compreenda que é uma questão pessoal, acredito que estão a fechar a porta a imensas oportunidades de carreira no mundo empresarial (e não só).

Sei que não é coincidência o facto dos meus piores anos profissionais terem sido aqueles em que trabalhava tanto que não tinha tempo para ler. Deixo aqui 5 argumentos a favor da leitura como um dos hábitos mais essenciais para a vida.

1. O Mercado Exige Aprendizagem Constante

Costumo dizer que a nossa aprendizagem enquanto profissionais começa verdadeiramente no dia em que saímos da faculdade. Ao ritmo a que o mercado evolui, estar constantemente a aprender coisas novas é uma necessidade absoluta para não sermos ultrapassados.

Não nos podemos dar ao luxo de esperar até à próxima formação paga pela empresa, temos de ser proactivos. E ler (blogs, artigos, revistas, jornais, livros, etc) é uma das melhores formas de o fazer. Continue reading “Ler e Avançar na Carreira: 5 Razões Para Leres Mais”

Ler e Avançar na Carreira: 5 Razões Para Leres Mais

Carreira: Perseguir o sonho ou viver na realidade?

dt131012

Este tópico está na minha pipeline há quase um ano. Por algum motivo, sempre que começo a escrever este artigo, acabo por começar um novo sobre outro tema qualquer. Acho que o que me faz adiar a escrita deste artigo é o peso da responsabilidade. Todos temos sonhos por alcançar e cada pessoa tem o seu próprio percurso. Nem todos enfrentamos os mesmos obstáculos e há quem tenha mais vantagens simplesmente pelo meio onde nasceu.

Sem desvalorizar a experiência pessoal de ninguém, finalmente vou assumir uma posição.

Decidir entre fazer aquilo que gostamos ou algo que dê dinheiro é um dilema que quase todos os jovens encontram – geralmente quando saímos da faculdade e damos de caras com um mercado de trabalho saturado.

Entre aqueles que conseguem emprego, a maioria dos jovens acaba conformada num trabalho que não detesta mas que também não gosta particularmente.

Isto ou porque não sabem o que gostariam realmente de fazer e deixam-se estar confortáveis, ou porque acham que é impossível fazer o que realmente gostavam.

Será mesmo? Continue reading “Carreira: Perseguir o sonho ou viver na realidade?”

Carreira: Perseguir o sonho ou viver na realidade?

7 Razões Para Viver no Dubai

Quando há 6 meses atrás escrevi um artigo sobre procura de emprego no Dubai, nunca imaginei que se fosse tornar dos posts mais lidos de sempre. O facto de ainda hoje continuar a gerar 100 views por dia no meu blog só prova que a procura dos EAU como destino de emprego continua em alta.

Achei portanto justificado escrever um novo artigo sobre o tema, especialmente porque algumas pessoas interpretaram a minha introdução a alertar para as dificuldades no processo como uma visão negativa do Dubai.

Para contrariar essa interpretação, passo a resumir alguns pontos positivos sobre a vida na terra do edifício mais alto do mundo e de tantos outros records do Guiness.

1. Clima Quente

Sim, no Verão é um calor infernal e entre Junho e Agosto não se pode andar na rua mas nos outros 9 meses a temperatura é bastante agradável e dá para aproveitar as belíssimas praias praticamente durante todo o ano. Pessoalmente, aprecio o nosso Inverno em Portugal e tenho saudades da chuva mas a maioria das pessoas gosta do calor – e eu mesma admito que sabe bem ser Março e estar a escrever este texto à noite numa esplanada com 25ºC.

2. Menos Stress

Não que o mercado de trabalho aqui não seja competitivo, mas o ritmo é bastante… árabe. A pressão não é tanta, sai-se a horas, há mais tempo para se ser criativo e o trabalho está bem distribuído entre membros da equipa, por contraste ao que acontece em Portugal onde há menos emprego mas o mesmo volume de trabalho. Continue reading “7 Razões Para Viver no Dubai”

7 Razões Para Viver no Dubai